Clicky

Educação Alimentar Infantil

“Obesidade na infância é sempre um problema. Saiba como evitar tendo uma educação alimentar correta”

As crianças e os adolescentes experimentam o crescimento rápido em um curto período de tempo. Junto com atividade física regular, educação alimentar infantil apropriada é um componente chave para saúde e bem estar, não somente durante a juventude mas também na fase adulta. Ajudar as crianças e os adolescentes terem sempre uma dieta saudável e estabelecerem somente padrões saudáveis na vida para prevenir que doenças crônicas e deficiências nutricionais apareçam mais tarde.

Educação Alimentar Infantil: Crescimentos dos Ossos

As taxas mais altas de produção dos ossos ocorrem durante a infância e a adolescência, como notado pela Fundação Internacional de Osteoporosis. Para assegurar o crescimento e a formação apropriada dos ossos, certifique-se de que sua criança ou adolescente tenha bastante cálcio diariamente. Menos de uma a cada 10 meninas e somente um a 10 meninos na idade entre 9 e 13 recebem cálcio suficiente diariamente, de acordo com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos. Embora o leite seja a fonte dietética mais comum do cálcio, outros alimentos como brócolis, espinafre, sucos alaranjados fortificados com cálcio e o iogurte são fontes igualmente boas.

Assegure que sua criança tenha uma nutrição alimentar saudável. A falta de ferro causa anemia, e é uma das deficiências nutritivas mais comuns nos adultos e nas crianças. Entretanto, as crianças e os adolescentes são mais propícios a terem falta de ferro, em razão de surtos rápido de crescimento que ocorrem durante anos posteriores. Se sua criança bebe muito leite, ela pôde ser ainda mais suscetível à deficiência em ferro, pois o leite é baixo em ferro e é freqüentemente usado para substituir outras fontes de alimentos que contêm ferro. Sintomas de deficiência em ferro incluem a fadiga crônica, a pele pálida, a irritabilidade, as enxaquecas e insuficiência respiratória. Alimentos ricos em ferro incluem damascos, aveia, espinafre, atum, passas e ameixas.

Educação Alimentar Infantil: Necessidade de Calorias

A necessidade de calorias de sua criança ou adolescente variam baseadas em seu nível de idade, sexo e atividade. A entrada elevada de calorias contribui com a taxa elevada de obesidade infantil, mas a entrada inadequada de calorias também pode causar problemas de saúde como deficiências nutricionais. Geralmente, crianças com ideade entre 2 e 3 anos, necessitam consumir de 1.000 a 1.400 calorias. As meninas de idade entre 4 e 8 anos necessitam 1.200 a 1.800 calories, e 1.200 a 2.000 calorias para meninos da mesma idade. Entre as idades de 9 e 13, meninas, necessitam 1.400 a 2.200 calorias, e 1.600 a 2.600 calorias para meninos de mesma idade. Durante os anos da adolescência, as meninas necessitam 1.800 a 2.400 calorias, ou 2.000 a 3.200 calorias para os meninos adolescentes.

Educação Alimentar Infantil: Comidas Não Saudáveis

Em uma pesquisa entre adolescentes na fase colegial, pesquisadores do centro Centro de Saúde do Pacífico em Bakersfield, Califórnia e da Companhia Prevention Concepts, Inc., descobriram que, 80 por cento consumiam gordura saturada em demasia e 49 por cento tem elevado nível de colesterol. Um a cada 10 adolescente também tem alta pressão arterial. Os pesquisadores concluíram que a causa desses efeitos negativos de saúde é devido ao consumo alto de fast food, comidas não saudáveis. Para que sua criança ou adolescente tenha uma boa alimentação saudável limite a quantidade desses alimentos não saudáveis junto com comidas processadas, que tendem a serem ricas em sódio, e incentive somente comida saudável.

No comments yet.

Leave a Reply